Skip to content

Wellness

“NÃO É MAGIA, É QUINESIOLOGIA”

Para a revista RUNning nº17 / de Fevereiro de 2017

O QUE É O QUINÉSIO?

É um método terapêutico desenvolvido no Japão pelo quiroprata Kenzo Kase que tem origem no estudo do movimento, a cinesiologia, e se baseia no princípio de que o sistema musculoesquelético pode ser sustentado externamente. Genericamente, esta sustentação é conseguida através da aplicação de ligaduras coladas em cima da pele que conseguem suportar grupos musculares, melhorar a circulação de sangue e líquidos orgânicos bem como potenciar processos de regeneração celular. As caracteristicas materiais das ligaduras (elasticidade, aderência e resistência) conferem a grande capacidade de contenção, favorecendo a sensação de apoio, sem limitar o movimento e garantindo durabilidade mesmo após o banho ou um treino intenso.

COMO TEM SIDO UTILIZADO E PARA QUE FIM?

Face ao seu grande potencial terapêutico detém beneficio musculoesquelético mas também circulatório e linfático. É por isso utilizado em lesões musculares ou capsulo-ligamentares; correcções articulares; hematomas; derrames; retenção de líquidos e edemas, etc.

PORQUE É QUE DEVE SER APLICADO POR UM ESPECIALISTA E O QUE É NECESSÁRIO PARA SE SER ESPECIALISTA?

A aplicação das ligaduras deve ser efectuada somente por terapeutas habilitados pois existem especificidades para a sua colocação que atendem ao caso clínico, ao objectivo terapêutico bem como estrutura física. Existem formações especificas para profissionais com experiência em lesões musculoesqueléticas, desde fisioterapeutas, técnicos de reabilitação física, médicos, enfermeiros, massagistas, osteopatas, quiropráticos, etc.

Deve-se ter especial cuidado com aplicações por conta própria para evitar desconforto, dor, lesão, desalinhamento postural ou alteração circulatória. Hoje em dia existe facilidade em encontra-las, até mesmo previamente recortadas, mas nunca devem ser aplicadas indiscriminadamente. Consulte um profissional habilitado para encontrar a solução adequada ao seu caso clínico.

O QUE É QUE O ESPECIALISTA AVALIA ANTES DE APLICAR?

A sua aplicação tem em conta a estrutura a ser trabalhada, havendo por isso vários recortes possíveis bem como variações de tensão, que se tornam fundamentais para a obtenção do resultado pretendido. É essencial entender se se trata de um comprometimento nos ligamentos, fáscias, tendões ou na circulação, e verificar se existe algum comprometimento dermatológico ou local.

QUAIS AS MAIS-VALIAS PARA OS ATLETAS?

Optimização da eficácia biomecânica e perfomance desportiva, recuperação funcional e desportiva, prevenção de lesões, cicatrização e suporte de articulações e musculos, assim como auxilio na circulação venolinfática.

CURIOSIDADES SOBRE A UTILIZAÇÃO DESTE MÉTODO:

Aos olhos da Medicina Chinesa as várias cores das ligaduras, designada como cromoterapia, têm influência na acção terapêutica pretendida pelo que se utilizam frequentemente as ligaduras vermelhas para tonificar e gerar calor; enquanto que as azuis para drenar excessos e arrefecer. Todavia não há evidências científicas suficientes que suportem esta concepção. A aplicação de bandas neuromusculares pode beneficiar também os vários meridianos e pontos de acupunctura. Ao potenciar a circualção de sangue e líquidos, consegue também favorecer a livre circulação de energia, eliminando estagnação, e por isso alia a sua aplicação terapêutica a uma acção energética.

SABIA QUE a aplicação de ligaduras neuromusculares pode também beneficiar ansiedade e problemas respiratórios?

Para mais informações sobre a revista RUNning pode aceder a www.runningmag.pt e www.runningmag.pt/edicoes-anteriores/, ou seguir a página de Facebook em www.facebook.com/yumpucom.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

datas a anunciar