Skip to content

Terapêutica

“HIPERTENSÃO ARTERIAL”

Para a revista Zen Energy nº95 / de Dezembro de 2016

A tensão arterial diz respeito à pressão executada sobre as paredes das artérias para que o sangue alcance as células e tecidos do organismo humano. Quando essa pressão (sistólica[1] e/ou diastólica[2]) se encontra elevada[3] significa que o coração se está a esforçar para promover a fluidez na circulação. Segundo a Fundação Portuguesa de Cardiologia existem cerca de dois milhões de hipertensos em Portugal e é um dos factores de risco de doenças cardiovasculares.

Para a Medicina Chinesa cada indivíduo possui predisposições energéticas que formam o seu genoma, e portanto é normal que algumas tendam a excesso de yang ou mucosidades enquanto outras a deficiência de yin. Tais padrões são revelados facilmente nas apetências alimentares e nas emoções.

Ambos os síndromas podem gerar hiperactividade de yang e esgotamento de jin ye. Apesar de a desarmonia Baço-Fígado ser a mais comum, também o Rim desempenha um mecanismo fundamental ao estar associado ao envelhecimento e consequente deficiência de yin.

[1] Sistólica – pressão exercida pelo sangue nas artérias quando o coração está a bombear sangue
[2] Distólica – pressão exercida pelo sangue nas artérias quando o coração está relaxado
[3] Tabela valores referência Fundação Portuguesa de Cardiologia:

DIAGNÓSTICO

Embora se estabeleçam valores de referência para diagnosticar a hipertensão, existem pacientes assintomáticos até o caso se tornar preocupante e visível. Há sintomas indicadores mas a chave do diagnóstico encontra-se nos sintomas acoplados. Por esta razão, sempre que possível, a Hipertensão deve ser tratada e controlada precocemente.

CEFALEIAS / SENSAÇÃO DE DISTENSÃO CEFÁLICA / TONTURAS

TERAPÊUTICA

O tratamento mais recorrente combina a fitoterapia com os hipotensores, seja para colmatar os aspectos não cobertos pela medicação convencional seja para atenuar os seus efeitos colaterais. O principio de tratamento varia consoante o sindroma todavia, não nos devemos focar somente na raíz da patologia pois é essencial actuar também sintomaticamente na redução da pressão arterial. Como tal, deve-se suplementar o qi do Baço (transformar a fleuma), conservar o Rim e eliminar a estagnação e o calor do Fígado.

Existem protocolos de acupunctura rápidos e eficientes para diminuir a tensão arterial e fórmulas para a regularizar, mas também são impreteriveis:

Dietética

No diagnóstico é crucial analisar os níveis de insulina no sangue pois mais de metade dos adultos hipertensos tem resistência insulínica. Sabendo que o maior estímulo para a produção de insulina é o aumento da glicose no sangue, compreendemos que esta resistência significa que para a mesma quantidade de insulina produzida, a degradação de glicose é menor logo o corpo obriga a produzir mais insulina. Este processo pode levar à disfunção da camada interna dos vasos sanguíneos, ou ao aumento da retenção de sódio e àgua, que consequentemente aumenta a pressão arterial.

A função do pâncreas está acoplada à do Baço: produzir sangue e contê-lo nos vasos, assim como produzir enzimas digestivas e insulina. Quando se ingere hidratos de carbono estes são convertidos em açucar e por isso o indice glicémico aumenta libertando insulina. A reacção imediata do organismo é reter sódio e água, aumentando a tensão arterial. Energeticamente gera mucosidades, fraco qi do Baço e função renal comprometida.

Sendo a insulina responsável por reter sódio e água no corpo, entendemos a importância de hábitos alimentares. Assim, não devemos exagerar na quantidade de sal mas não devemos excluí-lo. Se não consumir industrializados e mantiver o índice glicémico baixo, o sódio não vai ser retido e a hipertensão será mais facilmente controlada.

1 – Crisântemo, aipo, cebola, alho, cenoura, maçã, pêra e tangerina.
2 – Substituir açucar: stevia, xylitol, geleia de agave ou de arroz
3 – Reduzir hidratos de carbono e incluir legumes: “arroz” de bróculos ou puré de abóbora
4 – Preferir comer a fruta invés de sumos

Exercício físico

A sua prática é fundamental pois provoca respostas hormonais, dispersa acumulações emocionais e é um dos principais coeficientes da perda de peso.

Não se esqueça de tirar um tempo para si. Leia um livro, oiça a sua música favorita ou contemple o silêncio enquanto completa longos ciclos respiratórios. Esse período de relaxamento é crucial para libertar as estagnações do dia-a-dia e nutrir a sua energia. Recupere a vitalidade cuidando de si!

Veja o artigo completo na edição #95 da revista Zen Energy, onde para mais informações sugerimos que acompanhe o site e facebook da revista em www.revistazen.pt e www.facebook.com/ZEN-Energy.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

datas a anunciar

Login

Contate-nos

O nosso objectivo é promover o seu bem-estar.
Esclareça as suas dúvidas ou solicite mais informações sobre as terapias Essence®.
 Daremos resposta com a maior brevidade possível.

+351 910 573 013
info@essenceprimecare.com

Espaço Oeiras

Espaço Marquês de Pombal

Espaço Sintra