Colha saúde na Primavera

colha-saude-na-primavera

A chegada da Primavera traz consigo o entusiasmo pelas árvores repletas de novos verdes e pelo brilho do sol que conquista as flores, mas também o receio das habituais alergias. O termo alergia designa a resposta inflamatória do sistema imunitário a alérgenos (substâncias inócuas, mas que podem induzir reação de hipersensibilidade – como pólenes, ácaros ou pelos de animais) e caracteriza-se pela produção aumentada de imunoglobulinas E (IgE), um anticorpo que reage e se liga aos alérgenos, libertando substâncias inflamatórias (como a histamina) por forma a combater o agente agressor. Dependendo da suscetibilidade energética e fisiológica é desencadeada uma reação de um dado foro, mas os eczemas e a rinite alérgica realçam devido ao aumento do nível de polinização.

Chega a Primavera, chegam as alergias

A perspetiva da Medicina Chinesa revela que nesta época o fator exógeno preponderante é o vento, o mesmo que dissemina os pólenes das flores (anemofilia). Este fator enfraquece a energia defensiva (wei qi) e origina alergias caracterizadas por ataques e desaparecimentos repentinos. Conforme o ditado médico chinês: “Sem Vento, sem comichão”, entende-se que este não só é o principal desencadeador do conflito como também tende a associar-se a outros fatores exógenos, desde a humidade ao calor, gerando agravamento sintomatológico. Tal sucede porque existe um impedimento à livre circulação de energia (qi) que gera estagnação, facilitando a proliferação de microrganismos. A energia do órgão responsável pela respiração, o Pulmão, rege a pele, assim, quando o seu qi é débil, dificulta a difusão de wei qi e a barreira externa da epiderme torna-se igualmente enfraquecida, permitindo que os fatores patogénicos penetrem e despoletem uma reação. Outro órgão fulcral é o Rim pois encarrega-se da retenção de qi proveniente da respiração e está conectado com a genética e hereditariedade.

A Dermatite (Eczema) é uma afeção cutânea que se divide em diversas tipologias, mas é o eczema agudo eritematoso que é desencadeado pelo contacto com alérgenos. A debilidade do qi do Rim favorece o seu aparecimento pois não mantém o equilíbrio com o Fígado (associado à Primavera; armazena o sangue e tem predisposição para exacerbar calor) que, dessa forma, agride o Pulmão. O qi do Pulmão enfraquecido, leva à debilidade da camada externa de proteção e à invasão de vento que, em conjunto com o calor emanado, despoleta placas vermelhas, comichão, secura e pele descamativa.

A Rinite alérgica é uma inflamação da mucosa das cavidades nasais derivada da exposição a alérgenos. O enfraquecimento do sistema defensivo favorece a invasão de vento, desencadeando um estímulo hiper-reativo ao alérgeno que se caracteriza por espirros e prurido nasal ou ocular. Quando o organismo não se defende do vento é evidente a deficiência do qi do Rim, e quando o qi do Pulmão está frágil, as acumulações de fleuma tornam-se visíveis. Há assim comprometimento hereditário e imunológico, revelando obstrução nasal, falta de ar e secreção nasal aquosa.

Colha saúde na Primavera

A poluição e as alterações climáticas caracterizadas por temperaturas extremas e instáveis influenciam a wei qi, diminuindo a resistência a microrganismos e aumentando o impacto dos alérgenos. A chave da medicina complementar é a prevenção por isso, o tratamento consiste na melhoria dos sintomas, mas principalmente na raiz da patologia. A acupuntura, a fitoterapia e a ventosaterapia são notáveis na expulsão de fatores patogénicos, renovação das funções do Pulmão e tonificação e conservação do qi Renal. A fleuma armazena-se no Pulmão mas é no Baço que se desenvolve portanto as alterações dietéticas são coadjuvantes. Propõe-se assim, a exclusão de farinha e açúcar brancos; lacticínios e evitar consumir bebidas geladas. No eczema, o tratamento requer ainda reequilibrar o sangue por forma a eliminar as toxinas dispersas pelo qi do Fígado.

Restaure o equilíbrio interno para que o corpo consiga celebrar em plena saúde todas as estações do ano.

_

/ Para a revista Zen & Energy nº88 / de Maio de 2016 /

Pode também ler o artigo completo na rubrica “Equilíbrio Interno” da edição #88 da Zen & Energy, onde para mais informações sugerimos que acompanhe o site e facebook da revista em www.revistazen.pt e www.facebook.com/ZEN-Energy.

Artigos Recentes