fbpx

Alimentos que protegem contra o frio

Alimentação de Inverno

Estamos em plena estação fria e é neste período em que o yin se reúne e o qi se recolhe. Esta transição energética coloca o corpo suscetível a agressões externas e a melhor forma de o proteger contra gripes e constipações é introduzindo alimentos da época com sabores pungentes, doces e especiarias moderadamente quentes. Para além disso, cada alimento possui ações terapêuticas únicas: há alimentos que promovem a energia, outros o sangue, o yin ou o yang.

Na estação fria, é essencial potenciar o sistema imunológico: tonificar o qi do Pulmão (responsável pela difusão de energia no nosso corpo) e fortalecer os movimentos Água e Terra (responsáveis pelo Rim e Baço) para mover o qi, nutrir o sangue (xué) e o yang. Ao compreender as carências de inverno, percebe-se exatamente qual o método culinário e quais os alimentos que vão suprir as necessidades energéticas para se atingir a homeostasia.

 

ALIMENTAÇÃO DE INVERNO

Esta é a melhor altura do ano para se consumirem bebidas alcoólicas pois possuem natureza quente e sabor amargo e pungente. Devem ser tomadas moderadamente para mover a circulação de qi e xué, aquecendo o corpo e estimulando o shen (mente). Um copo de vinho tinto ou uma chávena de chá são assim eleitos para acompanhar as refeições.

As sopas são também essenciais e devem incluir legumes selecionados, peixe, carne e ou até mesmo espinhas ou ossos. A seleção dos alimentos deve ser indicada pelo médico de medicina chinesa pois há combinações específicas que suplementam cada condição energética. Por exemplo, para conservar o qi do Rim pode optar por um guisado de lentilhas e borrego.

20161201_artigo_vidasaudenatural_mag14_tabela01

 

GAMBAS:

Devido ao seu sabor doce mas ligeiramente salgado, tem a capacidade de nutrir o Rim e o Estômago. É um alimento que deve ser comido em pequenas doses pois pode ser um alergénio e gerar indigestão (“a dose faz o veneno”, lembrem-se sempre!). Capaz de elevar a libido, resolver impotência sexual e aumentar o leite materno, o camarão resolve também coágulos sanguíneos, expulsa a expetoração, elimina vermes intestinais bem como a sensação de frio no corpo!

 

BATATA-DOCE:

O seu largo espectro de tonificação vai desde o Baço-Estômago, ao Rim e Intestino Grosso. Se sofre de fadiga, prisão de ventre, excesso de sede ou desidratação, será um dos seus alimentos de eleição pois é capaz de tonificar a energia essencial do sistema digestivo e promover os líquidos orgânicos no sistema gastrointestinal.

 

GENGIBRE:

Também designada de Rhizoma Zingiberis Officinalis Recens, o gengibre deve ser usado fresco enquanto raiz e não em pó (já perdeu as suas propriedades). Pode ajudar no combate às gripes e constipações, expetoração e tosse, mas também em enjoos matinais, náuseas, vómitos, flatulência, distensão abdominal, diarreia, e até mesmo em casos de dor.  Uma vez que é um termogénico, também aumenta e acelera o metabolismo, mas deve ser utilizado em pequenas doses para evitar a secura dos líquidos orgânicos e não é aconselhado no primeiro trimestre de gravidez (só para enjoos matinais em doses definidas pelo seu Dietista!) nem na amamentação.

 

Todos os alimentos mencionados devem ser consumidos com moderação pois devido à sua natureza podem secar os líquidos orgânicos e gerar desequilíbrio yin-yang.

Tal como as estações do ano, a nossa energia é cíclica e transitória. Por isso, na estação fria e do recolhimento volte a sua energia para si mesmo e preserve-a. A meta é compreendermos as nossas necessidades fisiológicas e energéticas e deixarmos o alimento ser a nossa medicina, e a medicina o nosso alimento [1]. Oiça o seu corpo e ofereça-lhe apenas o que ele merece – Saúde.

[1] “Let food be thy medicine and medicine be thy food” – Hippocrates

 

Artigos Recentes